Diorama desenvolve linha de óculos de proteção graduados com foco na Odontologia
Imagem: divulgação

Diorama desenvolve linha de óculos de proteção graduados com foco na Odontologia

Compartilhar

Em meio à pandemia, a Diorama projeta óculos e mais soluções em proteção visual indicadas para o uso de profissionais da Odontologia.

O tema biossegurança está entre os mais importantes da atualidade, principalmente entre os profissionais de Odontologia, já que eles estão mais vulneráveis e expostos ao risco de contaminação. Por isso, é natural que os cirurgiões-dentistas tenham uma preocupação constante com o uso dos EPIs mais adequados, incluindo os óculos de proteção.

Este item requer atenção especial, afinal, a acuidade visual pode ser comprometida pelas várias camadas de proteção, prejudicando o resultado final do tratamento efetuado. Se duas camadas já são suficientes para atrapalhar a percepção de detalhes, imagine três: óculos de grau, óculos de proteção e face shield (escudo facial).

Pensando nisso, a Diorama Proteção Visual projetou soluções em proteção visual indicadas especialmente para cirurgiões-dentistas. A empresa, que é especializada na fabricação de óculos de proteção graduados, oferece diversos modelos de armações que permitem a adaptação de lentes de grau.

Entre eles está o Dioshield, um óculos de proteção com vedação completa, com ampla visão, ideal para atividades com risco iminente de contaminação. Segundo a empresa, é possível colocar o escudo facial por cima do modelo, já que ele tem o tamanho ideal para não encostar na barreira do face shield.

“Esses óculos promovem uma vedação completa, que passa por cima da região do zigomático e acima do arco da sobrancelha, com total proteção dos olhos contra respingos e aerossóis. Pode ser combinado com escudo facial para proteção de outras partes do rosto”, explica Lucas Mochko, técnico óptico especialista em proteção visual da Diorama.

Outro destaque da coleção da Diorama são os óculos de proteção comum, com vedação parcial, para uso em conjunto com o escudo facial. Segundo a empresa, os modelos Diodust, Dioprime e Dioliz trazem o material ideal para atividades com risco intermediário de contaminação, já que conta com vedação parcial, com fechamento superior e inferior, o que confere proteção orbital. “Esse modelo é leve e compacto, além de apresentar hastes superfinas e ajustáveis, tornando-se ideal para uso combinado com escudo facial”, comenta Lucas Mochko.

Além deles, há os óculos de proteção comum, sem vedação. São os modelos Dionic, Dionix e Diotouch, recomendado para ser utilizado em conjunto com o escudo facial. Eles são indicados para atividades com baixo risco de contaminação.

Outras vantagens

De acordo com a Diorama, os especialistas ainda podem adicionar os tratamentos antiembaçante e antirreflexo nas lentes, o que oferece mais segurança durante os procedimentos. Além disso, o elástico regulável pode auxiliar para que o profissional evite os incômodos na orelha por causa de hastes.