Fatores de risco para a falha do implante dentário na clínica particular

Fatores de risco para a falha do implante dentário na clínica particular

Compartilhar

Uma seleção dos artigos científicos mais relevantes publicados recentemente nos periódicos internacionais.

Schoenbaum TR, Moy PK, Aghaloo T, Elashoff D. Risk factors for dental implant failure in private practice: a multicenter survival analysis. Int J Oral nMaxillofac Implants 2021;36(2):388-94.

Por que é interessante? O estudo quantifica a probabilidade de falha do implante ao longo do tempo considerando os fatores dos pacientes.

Desenho experimental: estudo retrospectivo multicêntrico (oito clínicas particulares), incluindo as variáveis independentes: idade, gênero, diabetes, tabagismo e localização na arcada. Análise estatística: modelo de Cox com Hazard Ratio (HR) e tábua de sobrevivência de Kaplan-Meier.

Os achados: foram avaliados 835 implantes dentários em 378 pacientes. Média de idade de 60 anos (48% homens), 15% tabagistas e 16% diabéticos. Tempo de acompanhamento: 17 anos. Valores HR: gênero (1,18), tabagismo (1,30), diabetes (1,17) e arcada (2,13 a 3,39), entretanto sem significado estatístico (p > 0,05).

Conclusão: para pacientes até 70 anos de idade, a taxa de sobrevivência dos implantes após dez anos é de 86,4%, sendo que só o fator idade atingiu a significância estatística para o Hazard Ratio.

Veja o artigo original aqui.