Estudo retrospectivo de longo prazo de implantes de 3,0 mm de diâmetro em próteses múltiplas: carga imediata versus tardia

Estudo retrospectivo de longo prazo de implantes de 3,0 mm de diâmetro em próteses múltiplas: carga imediata versus tardia

Compartilhar

Uma seleção dos artigos científicos mais relevantes publicados recentemente nos periódicos internacionais.

Anitua E, Fernandez-de-Retana S, Anitua B, Alkhraisat MH. Long-term retrospective study of 3.0-mm-diameter implants supporting fixed multiple prostheses: immediate versus delayed implant loading. Int J Oral Maxillofac Implants 2020;35:1229-38.

Por que é interessante? O estudo analisa as taxas de sobrevivência de implantes estreitos (3 mm de diâmetro) nas regiões anteriores e posteriores da cavidade bucal suportando próteses fixas múltiplas.

Desenho experimental: estudo retrospectivo com 202 implantes dentários. Registro da sobrevivência dos implantes e das complicações protéticas (lascamento da cerâmica, soltura do parafuso, fratura do parafuso, soltura do cimento e falha da prótese). Quando possível, os implantes foram inseridos recebendo carga imediata.

Os achados: 131 implantes (carga tardia); 71 implantes (carga imediata). Acompanhamento médio de dez anos. Perda óssea marginal na carga tardia (1,2 mm) e na carga imediata (1,2 mm), com respectivas taxas de sobrevivência de 96,2% e 97,2%.

Conclusão: implantes com 3 mm de diâmetro parecem satisfatórios para próteses múltiplas. Entretanto, mais estudos do tipo randomized controlled trials (RCT) são necessários.

Veja o artigo original aqui