Desempenho relativo de vários biomateriais usados no levantamento do seio maxilar: uma metanálise de rede bayesiana

Desempenho relativo de vários biomateriais usados no levantamento do seio maxilar: uma metanálise de rede bayesiana

Compartilhar

Uma seleção dos artigos científicos mais relevantes publicados recentemente nos periódicos internacionais.

Trimmel B, Gede N, Hegyi P, Szakács Z, Mezey GA, Varga E et al. Relative performance of various biomaterials used for maxillary sinus augmentation: a Bayesian network meta-analysis. Clin Oral Implant Res 2021;32:135-53.

Por que é interessante? Analisa o desempenho relativo de diversos biomateriais usados no levantamento do seio maxilar.

Desenho experimental: revisão sistemática de randomized controlled trials (RCT). Classifica os biomateriais pela capacidade de neoformação óssea em procedimentos de dois estágios para o levantamento do seio maxilar, analisando os resultados histomorfométricos fornecidos pela biopsia via crista alveolar.

Os achados: foram considerados 34 RCTs (842 levantamentos de seio maxilar). O xenoenxerto bovino adicionado ao concentrado de medula óssea foi o mais efetivo em 81% dos casos, seguido por xenoenxerto bovino adicionado ao plasma rico em plaquetas (77%), vidrocerâmico bioativo adicionado ao osso autólogo, hidroxiapatita nanocristalina em gel, vidrocerâmico bioativo e osso autógeno (57%).

Conclusão: a superioridade dos enxertos compostos (osso bovino adicionado a particulado medular) foi evidenciada nesta revisão da literatura após 5-8 meses de cicatrização no seio maxilar.

Veja o artigo original aqui