Associação entre periodontite e função pulmonar com base no Terceiro Exame Nacional de Pesquisa em Saúde e Nutrição (Nhanes III)

Associação entre periodontite e função pulmonar com base no Terceiro Exame Nacional de Pesquisa em Saúde e Nutrição (Nhanes III)

Compartilhar

Uma seleção dos artigos científicos mais relevantes publicados recentemente nos periódicos internacionais.

Lee WC, Fu E, Li CH et al. Association between periodontitis and pulmonary function based on the Third National Health and Nutrition Examination Survey (Nhanes III). J Clin Periodontol 2020;47(7):788-95.

Por que é interessante: é o primeiro estudo que discute a associação entre a periodontite e a função pulmonar prejudicada. Estudos recentes mostram que a periodontite é um fator de risco para doenças crônicas relacionadas à inflamação sistêmica. Além disso, periodontite e função pulmonar prejudicada compartilham os mesmos fatores de risco.

Desenho experimental: os dados foram obtidos de 10.645 participantes no Nhanes III. O exame periodontal parcial é feito em dois quadrantes selecionados aleatoriamente, avaliando profundidade de sondagem (PS) e inserção clínica (IC) em dois sítios por dente. Os participantes com volume expiratório forçado em um segundo (VEF1) ou capacidade vital forçada (CVF) ≥ 70% e CVF prevista < 80% foram diagnosticados com doenças pulmonares restritivas. Aqueles com FEV1 ou CVF < 70% foram diagnosticados com doenças pulmonares obstrutivas. A associação entre a função pulmonar e a gravidade da periodontite foi avaliada usando os modelos de regressão univariada e multivariada. Além disso, a associação entre os padrões de espirometria obstrutiva ou restritiva e o grau da periodontite também foi determinada por análise de regressão logística multivariada.

Os achados: os valores de VEF1 previsto, CVF previsto, FEV1 e FVC diminuíram gradualmente com o aumento da gravidade da periodontite (p < 0,001). Doença pulmonar restritiva foi significativamente associada à gravidade da periodontite.

Conclusão: indivíduos com periodontite grave tinham problemas nas funções pulmonares. No entanto, mais estudos de coorte de longo prazo são necessários para uma avaliação abrangente.

Veja o artigo original aqui.

Rafaela Videira
Doutoranda em Clínica Odontológica/Periodontia – FOP/Unicamp.