Perfil periodontal e salivar de pacientes submetidos a tratamento oncológico de cabeça e pescoço

Perfil periodontal e salivar de pacientes submetidos a tratamento oncológico de cabeça e pescoço

Compartilhar

Artigo científico avalia as condições periodontais, salivares e microbiológicas de pacientes submetidos a tratamento oncológico.

AUTORES

Bianca Tavares Godinho
Graduada em Odontologia – Universidade de Fortaleza.
Orcid: 0000-0003-2511-623X.

Sayonara Rayane Freire Ferreira
Graduada em Odontologia – Universidade de Fortaleza.
Orcid: 0000-0002-8385-3820.

Lia Vila Real Lima
Graduada em Odontologia – Universidade de Fortaleza.
Orcid: 0000-0002-5224-7537.

Paulo Goberlanio de Barros Silva
Doutor em Clínica Odontológica – Universidade Federal do Ceará. Professor do curso de Odontologia – Centro Universitário Christus.
Orcid: 0000-0002-1513-9027.

Assis Filipe Medeiros Albuquerque
Doutor em Clínica Odontológica – Universidade Federal do Ceará; Professor do curso de Odontologia – Universidade de Fortaleza.
Orcid: 0000-0001-9191-6775.

Bruno Rocha da Silva
Doutor em Biotecnologia – Universidade Federal do Ceará; Professor do curso de Odontologia – Universidade de Fortaleza.
Orcid: 0000-0001-5999-727X.

RESUMO

Objetivo: avaliar as condições periodontais, salivares e microbiológicas de pacientes submetidos a tratamento oncológico, atendidos no curso de Odontologia da Universidade de Fortaleza. Material e métodos: pacientes em tratamento no Grupo de Atendimento a Pacientes Especiais da Universidade de Fortaleza (Gape) foram inicialmente abordados. Os parâmetros avaliados foram: índice de sangramento gengival (ISG), perda de inserção clínica e mobilidade dentária, além de fluxo salivar e quantificação de bactérias gram-negativas em saliva. Resultados: a amostra final foi delineada com dez dos 48 pacientes do Gape que se enquadraram nos critérios de inclusão. Todos possuíam gengivite e 90% possuíam perda de inserção clínica significativa. Além disso, 80% dos pacientes avaliados apresentavam hipossalivação e todos possuíam elevado índice de bactérias relacionadas à doença periodontal. Por fim, notou-se que, nos pacientes que não estavam mais sob tratamento oncológico, o padrão encontrado permanecia, com exceção da contagem microbiológica, que reduziu significativamente. Conclusão: o tratamento oncológico está relacionado com o desenvolvimento de desordens periodontais, salivares e microbiológicas, e algumas alterações permanecem mesmo após o tratamento concluído.

Palavras-chave – Periodontite; Saliva; Oncologia.

Recebido em mai/2019
Aprovado em mai/2019