Regeneração óssea guiada vertical e horizontal na região anterior da mandíbula, associada à I-PRF e matriz de L-PRF – relato de caso

Regeneração óssea guiada vertical e horizontal na região anterior da mandíbula, associada à I-PRF e matriz de L-PRF – relato de caso

Compartilhar

Relato de caso demonstra a viabilidade e eficácia de um caso de regeneração óssea guiada vertical e horizontal em região anterior da mandíbula.


AUTORES

Edgard Franco Moraes Jr.
Doutor em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial – Unesp; Professor coordenador – Instituto Opem.
Orcid: 0000-0003-3771-2100.

Érika Beatriz Spada de Carvalho
Doutoranda em Periodontia, Depto. De Prótese e Periodontia – FOB/USP.
Orcid: 0000-0003-2513-3240.


RESUMO

O objetivo deste relato de caso foi demonstrar a viabilidade e eficácia de um caso de regeneração óssea guiada (ROG) vertical e horizontal em região anterior da mandíbula. Uma paciente do sexo feminino, com 38 anos de idade, sistemicamente saudável e com higiene oral insatisfatória, compareceu à Clínica Opem com queixa de estética e função mastigatória prejudicadas. Após avaliação clínica e imaginológica, identificou-se um defeito ósseo vertical e horizontal na região anterior da mandíbula, comprometendo a resolução estética com reabilitação implantossuportada. O tratamento proposto foi ROG vertical e horizontal em região anterior da mandíbula com instalação de parafusos tenda, preenchimento do defeito ósseo com biomaterial xenógeno e autógeno particulados (1:1) aglutinados com I-PRF, seguido da estabilização da membrana de PTFE recoberta com matriz de L-PRF. Após dez meses de controle clínico e radiográfico, foi realizada reabertura da área enxertada e instalação de implantes na região dos dentes 32 e 41. Após cinco meses, foi programada reabertura dos implantes com instalação dos cicatrizadores, e posteriormente dos micropilares para confecção dos provisórios. Observou-se aumento vertical e horizontal expressivo com a ROG na região anterior da mandíbula, possibilitando a correta instalação de implantes em um posicionamento tridimensional favorável à reabilitação protética, restabelecendo função e estética, mostrando ser um procedimento viável e eficaz para aumento em altura e espessura da região anterior da mandíbula.

Palavras-chave: Implantes dentários; Mandíbula; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Regeneração óssea.

ABSTRACT

The aim of this case report was to demonstrate the feasibility and effectiveness of the vertical and horizontal guided bone regeneration (GBR) procedures in the anterior mandibular region. A 38-year-old systemically healthy female patient, presenting unsatisfactory oral hygiene, came to the Opem Clinic complaining of impaired aesthetics and masticatory function. After clinical and imaging evaluation, vertical and horizontal bone defects were identified, compromising the aesthetic resolution with an implant-supported rehabilitation. The proposed treatment was vertical and horizontal GBR with installation of tent screws, filling the bone defect with particulate xenogenic/autogenic biomaterial (1: 1 mixture) agglutinated with i-PRF, followed by stabilization of the PTFE membrane covered with a L-PRF matrix. After ten months of clinical and radiographic follow-ups, the grafted area was reopened and dental implants were installed in the region of teeth 32 and 41. After five months, the dental implant exposure was scheduled for healing abutments, and subsequently micro-prosthetic abutments were fastened for the provisional prosthesis. An expressive vertical and horizontal increase was observed with the GBR in the anterior region of the mandible, allowing the correct dental implant placement in a three-dimensional position favorable to prosthetic rehabilitation, restoring function and aesthetics, being a viable and effective procedure.

Key words – Dental implants; Mandible; Reconstructive surgical procedures; Bone regeneration.

Recebido em jun/2020
Aprovado em jun/2020