Influência da manutenção periodontal e suscetibilidade à periodontite no sucesso do implante: estudo coorte retrospectivo com implantes de superfície moderadamente rugosa

Influência da manutenção periodontal e suscetibilidade à periodontite no sucesso do implante: estudo coorte retrospectivo com implantes de superfície moderadamente rugosa

Compartilhar

Uma seleção dos artigos científicos mais relevantes publicados recentemente nos periódicos internacionais.

Hu C, NP Lang, Ong MM, Lim LP, Tan WC. Influence of periodontal maintenance and periodontitis susceptibility on implant success: a 5-year retrospective cohort on moderately rough surfaced implants. Clin Oral Implants Res 2020;31(8):727-36.

Por que é interessante: investiga o efeito da manutenção periodontal definida e não definida após a Implantoterapia na prevalência de complicações peri-implantares.

Desenho experimental: 200 pacientes com documentação de terapia e outros 100 pacientes sem documentação. Os índices de sangramento e profundidade de sondagem periodontal e peri-implantar foram avaliados seis meses depois da prótese entregue e no acompanhamento. Níveis ósseos foram avaliados através de radiografias.

Os achados: o tempo de acompanhamento foi de 6,8 anos. Entre os 289 implantes, cinco foram perdidos. Houve diagnóstico de peri-implantite (p=0,003) em 6% dos pacientes controlados e em 20% dos pacientes não controlados. A regressão multivariada mostrou que a ausência de controle regular (OR=0,24) esteve significativamente associada à peri-implantite.

Conclusão: pacientes com periodontite tratada recebendo implantes que ficam sem manutenção têm maior risco de peri-implantite.

Veja o artigo original aqui.