Considerações clínicas sobre o manejo protético de paciente Classe III de Angle

Considerações clínicas sobre o manejo protético de paciente Classe III de Angle

Compartilhar

Relato aborda fatores a serem considerados na confecção de próteses removíveis convencionais em um idoso desdentado Classe III de Angle.


AUTORES

Talita Malini Carletti
Aluna de pós-graduação, Depto. de Prótese e Periodontia – FOP/Unicamp.
Orcid: 0000-0002-1549-2621.

Mayara Abreu Pinheiro
Professora, Depto. de Prótese – Instituto Superior de Educação de Cajazeiras.
Orcid: 0000-0003-3617-2069.

Ingrid Andrade Meira
Aluna de pós-graduação, Depto.de Prótese e Periodontia – FOP/Unicamp.
Orcid: 0000-0002-3631-0030.

Renata Cunha Matheus Rodrigues Garcia
Professora, Depto. de Prótese e Periodontia – FOP/Unicamp.
Orcid: 0000-0001-8486-3388.


RESUMO

O tratamento reabilitador de indivíduos desdentados classificados como Classe III de Angle é marcado por limitações e dúvidas quanto à melhor terapia a ser adotada. Procedimentos ortodônticos e ortognáticos são, geralmente, recomendados a fim de fornecer condições mais favoráveis ao tratamento protético subsequente. No entanto, restrições financeiras ou mesmo anátomo-fisiológicas podem estar presentes impedindo a realização de procedimentos de maior custo ou mais invasivos. Assim, o objetivo deste relato foi abordar os fatores a serem considerados durante a confecção de próteses removíveis convencionais em um idoso desdentado Classe III de Angle.

Palavras-chave – Arcada edêntula; Prótese total; Prótese parcial removível.


Recebido em jun/2020
Aprovado em jul/2020