Tratamento cirúrgico da peri-implantite: acompanhamento de um ano

Tratamento cirúrgico da peri-implantite: acompanhamento de um ano

Compartilhar

Artigo científico relata um caso clínico com tratamento cirúrgico da peri-implantite, com protocolo de descontaminação.


AUTORES

Marcos Ribeiro Sallé
Mestre em Implantodontia – Ilapeo; Doutorando em Periodontia – Uerj.
Orcid: 0000-0002-1295-0738.

Eduardo Muniz Barreto Tinoco
Especialista em Periodontia – UFRJ; Professor do Depto. de Periodontia da Faculdade de Odontologia – Uerj.
Orcid: 0000-0003-4798-7175.

Monike Fernandes Santoro
Mestra em Periodontia e doutoranda em Periodontia – Faculdade de Odontologia da Uerj.
Orcid: 0000-0002-9941-4048.

RESUMO

Paciente do sexo feminino, 57 anos de idade, apresentou-se com queixa de dor e secreção na região do implante 36, há cinco anos em função. Após exame clínico, sondagem da região peri-implantar e observação das imagens radiográficas, confirmou-se a presença de bolsa peri-implantar e reabsorção óssea ao redor do implante. Após anestesia terminal infiltrativa, abertura do retalho e curetagem nas espiras do implante dentário, o protocolo de desinfecção adotado na superfície envolveu hipoclorito de sódio 0,25%, peróxido de hidrogênio 1,5% e lavagem com solução salina, seguida de regeneração óssea guiada (hidroxiapatita bovina, sulfato de cálcio e membrana de colágeno porcino). O acompanhamento dos resultados clínicos ao longo de 12 meses mostrou redução da profundidade de sondagem (MV 7 mm para 3 mm, ML 7 mm para 2 mm, DV 5 mm para 2 mm, DL 4 mm para 2 mm) e redução da profundidade radiográfica do defeito ósseo (M 3,2 mm para 1 mm, D 6 mm para 1,1 mm).

Palavras-chave – Peri-implantite; Regeneração óssea; Protocolo de desinfecção.

ABSTRACT

A 57-year-old female patient complained of pain and pus discharge in the region of the implant 36, who had been in function for five years. After clinical examination, probing of the peri-implant region and the observation of radiographic images, the presence of peri-implant pocket and bone resorption around the implant were confirmed. Upon local anesthesia infiltration, flap elevation, and curettage of dental implant threads with plastic instruments, the disinfection protocol adopted on the surface involved 0.25% sodium hypochlorite, 1.5% hydrogen peroxide and vigorous washing with saline solution, followed by the guided bone regeneration procedure (bovine hydroxyapatite, calcium sulfate, and porcine collagen membrane). After 12 months, there was a reduction in the probing depths (MB = 7 mm to 3 mm; ML = 7 mm to 2 mm; DB = 5 mm to 2 mm; DL = 4 mm to 2 mm), as well as the reduction of the radiographic bone
defects (M = 3.2 mm to 1 mm; D = 6 mm to 1.1 mm).

Key words – Peri-Implantitis; Bone regeneration; Disinfection protocol.

Recebido em mar/2020
Aprovado em abr/2020